Liberação na arquibancada

1 de agosto de 2017

A atual gestão da diretoria Mancha Alvi Verde tem como premissa a transparência e a honestidade com seus associados.

Esclarecemos todos os pontos que levaram a essa nossa conquista:

• Após o fatídico assassinato do nosso querido amigo Moacir Bianchi, que culminou na exclusão da antiga diretoria, assumimos uma entidade falida. Não apenas financeiramente, mas também moralmente. As portas estavam fechadas com o Ministério Público, Batalhão de Choque e FPF.

• A nossa maior missão sempre foi o retorno para as arquibancadas e para isto era necessário ter dialogo e o respeito das autoridades.

Em meados de março, sem alardes e holofotes, marcamos uma reunião com todas as organizadas de SP. O encontro aconteceu em um restaurante no Centro. A linha de conduta e conversa não foi de “acordos” entre as organizadas e sim de respeito para trilharmos um caminho juntos e recorrer as autoridades.

A Mancha entendia que o diálogo e a proximidade com os órgãos competentes seriam o melhor caminho. A torcida Independente também optou por essa linha de conduta. Algumas outras torcidas preferiram afrontar as autoridades. Cada um escolhe o seu caminho e com as atitudes vêm as respostas.

A partir daí começamos a “trabalhar” em prol do retorno para as arquibancadas.

Presidente André Guerra assina termdo de liberação na aquibancada da Torcida Mancha Alvi Verde - Palmeiras

Foram meses intensos com reuniões e conversas com:
– 2º Batalhão de Choque
– FPF
– Ministério Público
– Federação Paulista

Recuperamos a confiança e o respeito das autoridades e devemos agradecer pessoas como André Guerra, Paulo Serdan e Izidoro Lopreto que intermediaram e participaram de várias conversas.

Tivemos que ter paciência e sabedoria, os meses iam passando e nada de concreto acontecia para o nosso retorno.

Seria fácil levar piscas ou pedaços de pano para fazer faixa e afrontar a sociedade mostrando descontentamento.

A existência de uma organizada é apoiar o seu time de futebol no estádio. Fazendo festas e emocionando multidões. Sem nossos instrumentos, camisas, faixas e bandeirões a festa não era a mesma.

Para a nova diretoria da Mancha Alvi Verde o retorno era essencial, o momento de transição e a gravidade do ocorrido com nosso fundador fez com que todos que têm a Mancha no coração de verdade olhassem para dentro da nossa entidade. Vimos os erros e jamais vamos cometê-los novamente.

O respeito que recuperamos com o promotor Paulo Castilho e com o comandante do 2ºBC aconteceu por conta de nossas atitudes e ações.

Liberação na arquibancada

O resultado dessa nossa insistência foi o termo que o nosso presidente assinou hoje, LIBERANDO:
– 7 instrumentos
– 1 faixa
– 1 bandeirão

Conseguimos uma boa parte do nosso objetivo, a liberação na arquibancada!

Entendemos que com o tempo e atitudes dignas iremos conquistar a volta das camisas e quem sabe até de bandeiras com mastros.

ASSOCIADO:
Tenha orgulho da sua entidade, pois a diretoria tem orgulho e luta pelos interesses de seus sócios.

Próximo jogo ESTAREMOS DE VOLTA com nossa faixa e instrumentos.

Vamos continuar mantendo a melhor padronização e geral de camisa branca.

SOMOS A MANCHA VERDE E ESTAMOS DE VOLTAAAAA!

Veja também...


Card image cap

Como assumimos o porco?

1986. Esse foi o ano que, pela primeira vez, o torcedor palmeirense ecoou o grito…

Leia Mais...

Last updated 3 mins ago

Card image cap

Aniversário 103 anos Palmeiras

103 anos Palmeiras! A Mancha Alvi Verde, principal organizada da Sociedade Esportiva Palmeiras, pensando em…

Leia Mais...

Last updated 3 mins ago

Card image cap

DOSSIÊ – Rasgando Dinheiro

A Torcida Mancha Alvi Verde tem a função primordial de apoiar o time em todos…

Leia Mais...

Last updated 3 mins ago

Card image cap

Agradecimento mosaico

Quantas e quantas vezes a maioria de vocês ouviu: “torcida era nos anos 80 e…

Leia Mais...

Last updated 3 mins ago

Criado e desenvolvido por Claudio Melo